A oração em grupo é um modo de partilhar a vida, comungar a espiritualidade com irmãos de fé e ser inspiração a seguir o caminho de Jesus.

A oração ocupa um papel central na fé cristã. O Catecismo da Igreja Católica dedica uma parte inteira, das quatro que possui, para tratar de sua tradição e importância.

“A oração é a vida do coração novo”, descreve um dos trechos o documento. Além disso, completa: “De onde procede a oração do homem? Seja qual for a linguagem da oração (gestos e palavras), é o homem todo que ora. Mas para designar o lugar de onde brota a oração, as Escrituras falam às vezes da alma ou do espírito ou, com mais frequência, do coração (mais de mil vezes). É o coração que ora. Se ele estiver longe de Deus, a expressão da oração será vã”. (CIC, 2562]

A oração em grupo, nesse sentido, é uma forma efetiva para criar esse hábito tão importante de rezar com frequência. O melhor da oração em conjunto é que ela pode ser vivenciada de várias formas. Até mesmo quando não é possível se reunir presencialmente. Afinal, o mundo digital está aí e a Era das videoconferências permite reunir, mesmo que distante, pessoas dos quatro cantos do mundo em uma mesma tela de oração. Assim, podemos ver esses espaços virtuais como caminhos para viver a espiritualidade de cada coração de fé e como fortalecimento para as relações espirituais que já existem. 

Como começar uma oração em grupo?

Em seguida separamos algumas dicas para ter um momento de oração em grupo. 

1) Ambiente

Em primeiro lugar, podemos começar definindo um espaço. Alguns deles são, por exemplo, aqueles que tem em seu DNA a oração. Igrejas, capelas, santuários, espaços religiosos dentro de residências ou locais desse tipo criam uma atmosfera que por si só nos convidam a rezar. Nós já falamos sobre a relevância dessa preparação aqui no blog, quando tratamos sobre como criar o hábito de rezar em família. Veja aqui! 

Mas, quando o assunto é oração em grupo, não existem limitações físicas. Todo espaço pode acolher esse importante momento. Um exemplo são os encontros virtuais. Você já pensou nessa possibilidade?

Uma iniciativa que se destacou recentemente foi a novena virtual de São Marcelino Champagnat. Os encontros entre os fraternos já acontecem há vários anos de forma presencial. Contudo, diante do isolamento social decorrente da pandemia da COVID-19, o grupo precisou buscar alternativas para seguir com a missão. 

A resposta encontrada foi o mundo digital. Dessa forma, os encontros passaram a acontecer pelo Facebook do Movimento. 

O VaticanNews contou um pouco dessa história. Vem ver e se inspirar!

2) Tempo

Em segundo lugar, Ter um compromisso marcado na agenda com toda certeza é um passo importante quando pensamos na oração em grupo. Uma possibilidade para facilitar o encaixe na rotina de mais pessoas é fechar um dia e horário fixo. Assim, fica mais fácil de todo mundo se programar e aumentar a participação no grupo de oração.

3) Organização e Planejamento da oração em grupo

Nos momentos de oração em grupo, o mais valioso, sem dúvida, é reunir as pessoas para ouvir a palavra de Deus e rezar. O que não podemos nos esquecer nesse processo, no entanto, é da organização do encontro. 

Dessa forma, para tornar o momento ainda mais especial, você pode ajudar o grupo a definir questões como: 

  • Reunir e separar as intenções da semana ou do mês; 
  • Dividir as leituras; 
  • Definir responsáveis para buscar conteúdos interessantes para o grupo

4) Participar e se inspirar em grupos de oração consolidados

Há iniciativas que fazem oração em grupo espalhadas por todo o mundo. Nesse sentido, um dos maiores exemplos é a Rede Mundial de Oração do Papa (também conhecida como Apostolado da Oração). Participar de grupos maiores como esse, aliás, pode servir de inspiração para ações em grupos novos. 

5) Criar ritos

A criação de um rito não significa se prender a uma única forma de rezar. No entanto, ter uma ordem na qual as coisas acontecem ajuda as pessoas a se prepararem para o momento de oração em grupo. Se há um momento de partilha de testemunhos, por exemplo, as pessoas podem pensar em suas falas previamente. Dessa maneira, cada um vai compartilhar sua fé de uma forma muito mais segura e fluida do que se tiver que falar de improviso.

A oração em grupo nos encontros Marista

Vivenciar os valores do Evangelho, do modo de Maria, faz parte da missão Marista. E uma das maneiras de seguir esse propósito são as orações em grupo. 

Quem promove os encontros é o Movimento Champagnat da Família Marista (MChFM), um braço do Instituto Marista. 

A estrutura do Movimento é organizada por meio das chamadas de Fraternidades, que são comunidades formadas por pessoas atraídas pela espiritualidade de Marcelino Champagnat. 

Elas têm em comum, sobretudo, o cultivo da vocação marista,  o crescimento da experiência de Deus e compromisso com o mundo. 

Para saber qual é a fraternidade mais perto de você, acesse este link.