A construção de um amanhã melhor, com mais respeito, harmonia e igualdade passa pelo fortalecimento da solidariedade.  Já comentamos aqui no blog que ser solidário não significa mover montanhas, mas sim fazer pelo outro o que está ao nosso alcance, com empatia e compaixão. São relações de troca nas quais o que vale, sobretudo, é o amor. 

O caminho até lá é esperançoso. Afinal, é o que mostra a pesquisa realizada pelo Cidade da Gente e apoiada pelo Instituto Sivis. O estudo relevou que a solidariedade é uma das principais desejos da população para o futuro.

O resultado do levantamento foi divulgado em um e-book produzido em conjunto com a Província Marista Centro Sul. O material traz números, depoimentos e também uma proposta prática. Para cada um dos desafios encontrados, são propostas diversas ações solidárias. 

Em seguida, destacamos algumas delas. 

1) Solidariedade no combate desemprego 

Agir no combate ao desemprego sem dúvida está ao alcance de todos nós. Dessa forma, uma das atitudes que podemos aplicar é compartilhar nossos conhecimentos e habilidades com jovens e adultos em situações de vulnerabilidade. 

Por exemplo, se você trabalha na área da saúde, pode ensinar biologia para crianças, jovens e adultos em fase de vestibular. Aliás, pode também contar como funciona o dia a dia da profissão e até mesmo contribuir para a formação de jovens aprendizes ou profissionais da área. 

Outra ideia é ajudar com conhecimentos gerais ou práticos com os quais você se identifica. Nesse sentido, algumas ações são auxiliar a criação um planejamento financeiro,  passar adiante seus dotes culinários ou ensinar línguas. 

Ainda sob o mesmo ponto de vista, existem duas atitudes simples que podemos aplicar em nosso dia a dia. A primeira é se voluntariar para fazer e otimizar currículos. A segunda consiste em incentivar pequenos empresários, estimulando um consumo mais consciente e também estimulando negócios locais. 

2) Atitudes no cuidado com a saúde física

Uma das preocupações para o futuro mais citadas pelos entrevistados da pesquisa foi com relação à saúde. E, nesse sentido, também podemos contribuir de algumas formas. Uma delas é a doação de produtos de limpeza e higiene para profissionais da área da saúde e comunidades carentes. A outra é incentivar e promover grupos de atividades físicas com interesses em comum. Uma ideia simples, por exemplo, é reunir os vizinhos em um grupo do whatsapp para combinar exercícios em conjunto. 

3) Atitudes na promoção da saúde mental

Tão importante quanto o bem-estar físico, é o cuidado com a saúde mental. E, nesse aspecto, não há nada melhor do que o apoio de amigos, família e comunidade. O primeiro passo para que possamos agir com solidariedade é sem dúvida nos colocarmos no lugar do próximo. 

Ao longo de nossas vidas, vivenciamos muitas fases. Algumas muito boas e outras nem tanto. Humanizar e naturalizar nossos sentimentos também é um passo importante para que possamos sentir verdadeiramente a dor do outro e, dessa forma, estender um ombro amigo. 

No campo das ações práticas, são várias as atitudes que podemos aplicar, como escrever para um ente querido, ligar para um amigo ou e até mesmo criar grupos para refletir sobre sonhos. Sim, você sabia que eles podem nos ajudar a refletir e superar momentos difíceis? 

Já existem até os chamados “grupos de sonho”, nos quais as pessoas se reúnem para refletir sobre o que estão sonhando. 

Ouvir, estimular e contar os sonhos é um ato de autoconhecimento, conexão e união.

Solidariedade: o futuro depende de cada um de nós

Por fim, como pudemos ver, ser solidário pode ser simples. Para chegar em um lugar melhor, devemos lutar juntos por mudanças. No fundo, a solidariedade pode estar em um “bom dia” carinhoso, em uma palavra amiga ou até mesmo em um olhar acolhedor. Quando entendemos que a essência de ser solidário está no amor, passamos a ver o mundo com outros olhos. Olhar que nos trará dias mais prósperos e leves. 

Agora, te convidamos a visitar o material completo com todas as dicas. Confira aqui