A fraternidade é o caminho do amor. É olhar para o próximo com compaixão, acolher sem julgamentos, doar sem interesse e sentir a dor do outro como se fosse a de si mesmo. No fundo, a mensagem é simples: somos todos iguais e devemos amar nossos irmãos e irmãs assim como Jesus amou, sem barreiras, distinção de cor, etnia, gênero, classe social ou qualquer outro motivo.

Jesus chamou seus discípulos, e disse: ‘Tenho compaixão dessa multidão, porque já faz três dias que está comigo, e não tem nada para comer. Não quero mandá-los embora sem comer, para que não desmaiem pelo caminho’. Mt 15, 32

Mais que alimentar o espírito da multidão, Jesus demonstrou uma atitude fraterna com quem lhe acompanhava, a ponto de operar o milagre e saciar a fome de todas aquelas pessoas.

 

O clamor da multidão dos dias atuais

E nos dias de hoje, o que clama a multidão? O Papa Francisco constantemente tem batido na tecla da fraternidade como resposta aos problemas do mundo. Esse foi o tema da última encíclica Fratelli Tutti publicada pelo Santo Padre, que você pode conferir neste link. 

Mais abertura ao diálogo, compreensão das diferenças (incluindo as religiosas), fim da violência, cuidado com os direitos humanos e deixar de lado os interesses comerciais são algumas das atitudes que o pontífice tem nos convidado a praticar.

“É importante intensificar o diálogo entre as diversas religiões, para que jamais prevaleçam as diferenças que separam e ferem, mas, embora na diversidade, triunfe o desejo de construir verdadeiros laços de amizade entre todos os povos.” – Papa Francisco

O caminho que podemos adotar para sermos mais fraternos começa por uma mudança de postura. Ela pode ser manifestada nos pequenos gestos, na gentileza do dia a dia, na pequena doação, na oração pelo próximo, no respeito às diferenças e em qualquer espaço que a pessoa estiver.

Viver em fraternidade é, portanto, viver uma vida de cuidado, de maneira simples, na qual o que realmente importa é o ser humano. O amor fraternal nos torna uma única e grande família (multidão) global.

 

São Francisco de Assis, exemplo de Fraternidade

Na história da Igreja Católica, temos ainda muitas outras pessoas que viveram intensamente o amor a Cristo e o cuidado ao próximo. Este foi o caso de São Francisco de Assis, inspiração também para a mais recente encíclica escrita por Papa Francisco.

Sempre em conexão com Deus, o santo de origem italiana dedicou sua vida a viver o evangelho e rezar pelo povo. Sempre com simplicidade, paciência e bom humor com seus irmãos de caminhada. Sua trajetória demonstrou o quanto foi um homem de paz, numa ligação intensa e íntima com Deus.

Campanha da Fraternidade: o que é e quando surgiu?

Uma das iniciativas para espalhar o jeito fraterno de ser cristão é a Campanha da Fraternidade, realizada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A iniciativa, realizada anualmente, nos convida a refletir e promover gestos de solidariedade, justiça social e amor ao próximo. A campanha acontece sempre no período quaresmal e, a cada edição, propõe um novo tema para debate no contexto do amor fraternal.

Tudo começou pela iniciativa de três padres na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. Com um olhar atento aos mais vulneráveis, eles promoveram uma arrecadação de fundos para a assistência dessas famílias. A ação aconteceu em 1962 e ganhou o nome que a segue até hoje: Campanha da Fraternidade.

Em 1963, a campanha já era realizada por 16 dioceses do nordeste e, no ano seguinte, em 1964, foi lançada oficialmente pela CNBB para todo Brasil. Na época, o tema foi: “Igreja em Renovação”.

Campanha da Fraternidade 2021

De olho na próxima campanha, a CNBB já divulgou também o tema de 2021: “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”. O lema escolhido foi um trecho da carta de Paulo aos Efésios: “Cristo é a nossa paz: do que era dividido fez uma unidade” (Ef 2, 14)

Um convite ao amor fraternal

Ao vivenciarmos a fraternidade em plenitude, não estamos apenas seguindo os passos de Jesus, mas também tendo ele como habitante do nosso ser. E agora, com o convite do papa, a inspiração de Jesus e as bênçãos de São Francisco de Assis, temos ainda mais motivos para escolhermos caminhar em direção a um mundo que transborde amor e fraternidade.

Veja também: Solidariedade em tempos atuais: exemplos que nos conectam globalmente