Janeiro é um mês de comemoração para o Instituto Marista. Com a chegada de um novo ano, marcamos também, no dia 2, mais um aniversário da nossa missão no mundo. Em 2021, desejamos celebrar nossos 204 anos de história expandindo nossos olhares para o valor da vida. A seguir, depois de um breve resgate da nossa história, te convidamos a participar e compartilhar dessa reflexão conosco. 

204 anos de história do Instituto Marista

O Instituto Marista nasceu de uma bonita missão cultivada por Marcelino Champagnat, o fundador. Um homem simples e à frente de seu tempo, que, desde muito jovem, vivenciou o carisma de tornar Jesus, do jeito de Maria, conhecido e amado entre jovens e crianças. 

A luta de Marcelino inspirou outras pessoas que, assim como ele, sentiam o chamado de ajudar o próximo. Até que, posteriormente, em 2 de janeiro de 1817, em La Valla, na França, ele, junto com seus dois primeiros discípulos, fundaram a Congregação dos Irmãozinhos de Maria ou Irmãos Maristas.

Hoje são mais de 2900 Irmãos em 5 continentes e 81 países. Junto com mais de 7200 leigos, já foram atendidas 654 mil crianças e jovens.  

Conheça a história completa dos Irmãos Marista aqui

O que esperamos para o futuro do Instituto Marista? Um olhar holístico sobre o cuidado com a vida

Viemos de um ano desafiador, no qual a pandemia do novo coronavírus nos fez repensar uma série de prioridades e colocou no centro de nossas atenções a importância da vida. Passamos a valorizar mais o contato humano, a família reunida, a saúde de nossos familiares, a união das comunidades e a fraternidade. 

Bem, sob o mesmo ponto de vista, acreditamos que a formação de um mundo renovado passa sobretudo pelo cuidado com a vida. E é dessa construção que desejamos, enquanto Instituto Marista, participar como uma família carismática global, como reflete o Irmão Ernesto Sánchez na circular “Lares de Luz: cuidamos da vida e geramos nova vida.”

 “Cuidamo-nos pessoalmente, cuidamos dos demais, da comunidade, de nossa casa comum, cuidamos de Deus”

Lares de cuidado e amor

Na circular, o autor abre o diálogo nos mostrando a importância do lar na formação do cuidado e nos convida a refletir sobre o verdadeiro significado dessa construção.

Para o Irmão, um ambiente familiar se constitui principalmente por meio do amor e da educação para a fé. Além disso, ele nos mostra que o lar não se refere apenas à casa na qual crescemos com nossos familiares, mas também à comunidade fraterna da qual fazemos parte.

“De onde nos surge o desejo de formar lares fraternos, lares de luz? Sem dúvida que a comunidade, ou a família, é um lugar aonde podemos satisfazer nosso desejo natural de querer bem e de ser queridos. O tema da missão nos une estreitamente em comunidade, pois formamos comunidades para a missão. De fato, formar comunidade e experimentar a fraternidade, já são maneiras de viver a missão. Porém, estes dois elementos, embora importantes, não bastam: penso que um aspecto fundamental para a formação de um lar de luz encontra-se na vivência profunda da espiritualidade, de maneira pessoal e comunitária”

 

O papel da espiritualidade

Para formar esses lares de luz precisamos, sobretudo, ter um compromisso constante com o fortalecimento da espiritualidade e pela busca do encontro de nossas vocações. E, nesse sentido, como acontece desde as origens do Instituto, Maria possui um papel chave e de muita inspiração. 

 

“Como maristas de Champagnat, se desejamos viver segundo o coração de Maria e queremos ser pessoas que, como ela, transparecem a luz de Deus, contamos já com um fundamento importante para construir lares de luz.”

 

Semelhantemente, queremos destacar também uma das provocações que o Irmão nos faz em busca do desenvolvimento da jornada espiritual. Em analogia à passagem bíblica de João 4, 11-15, que relata a conversa de Jesus com uma samaritana, ele nos deixa as perguntas: 

 

Qual é a minha sede? Em verdade, sinto sede? E, quando me descubro sedento, busco beber desta água viva? 

 

Por fim, o Irmão nos mostra a importância de buscarmos caminhos verdadeiros, preenchendo nossas vidas com opções que realmente saciam nosso corpo e alma. Dessa forma, ele nos deixa um direcionamento para o futuro: 

 

“Creio que nosso renascer como Instituto e seu futuro terá muito a ver com o compromisso concreto de cada um de nós em tomar-se a sério o caminhar na própria vida interior e espiritual.”

 

Então, que possamos, no aqui e agora, cultivar nossa espiritualidade de coração, promovendo e fazendo parte de mais lares de luz. Para fechar, te convidamos a ler a circular completa. Garantimos que não faltará inspiração e profundos momentos de reflexão com o seu interior e com Deus. 

Para conhecer mais sobre a trajetória dos Irmãos e como fazer parte desse carisma, acesse este link.