Logo HMC
INTRANET NOSSA PROVÍNCIA

Espiritualidade

A Província Marista Brasil Centro-Sul (PMBCS) vivencia a espiritualidade Marial e Apostólica, inspirada em Marcelino Champagnat. Esta foi desenvolvida pelos primeiros Irmãos e vem sendo transmitida até os dias atuais, inspirando cada vez mais os Irmãos, Leigos, Leigas e Colaboradores.

Transformados pelo amor de Jesus, a exemplo de Maria, os Maristas de Champagnat são considerados os enviados, em Missão, para anunciar a Boa Nova de Deus às crianças e aos jovens da sociedade. Vivenciam a espiritualidade de maneira prática, relacional e afetiva, fundamentada no Evangelho.

Uma das formas de vivência da espiritualidade é a prática da oração. O Ir. Basílio Rueda, nono Superior Geral do Instituto Marista, apresenta situações concretas que podem direcionar esta prática. Mais do que técnicas, existe um movimento de redirecionamento da nossa vontade à vontade de Deus.
I. CONVERTE-NOS A NÓS MESMOS

“Converter-nos, nós mesmos, à oração. É preciso ser honesto e não estar convidando os outros a fazer aquilo que nós deixamos de fazer”. A verdadeira oração é existencial. Envolve o ser daquele que verdadeiramente se entrega a Deus.

II. CRIAR CONDIÇÕES

“Criar condições pessoais e comunitárias que ajudem a desenvolver a oração”. Este é o conselho do Ir. Basílio a todos nós: para que possamos rezar é necessário a criação de espaços em nível pessoal e comunitário. É preciso a participação comunitária nas celebrações litúrgicas que alimentam a nossa oração pessoal, mas também são necessários, igualmente, tempos a sós com o Senhor; momentos de intimidade e de confidência.

III. DESPERTAR A SEDE DE DEUS

“Fazer o possível para despertar a sede de Deus, de ver seu rosto, de sentir sua vida, de gozar de sua intimidade. Cristo dizia à Samaritana: “Se você conhecesse o dom de Deus e quem é Aquele que lhe diz: ‘Dê-me de beber’, seria você que pediria e Ele lhe teria dado água viva” (Jo 4, 10). Será preciso fornecer livros capazes de despertar essa sede; capazes de apaixonar por esta maravilhosa aventura da experiência de Deus”.

IV. COLOCAR O FOCO NA GRATIDÃO

“Deus dá gratuitamente, não por causa dos nossos méritos, mas por causa do seu amor. Ele dá a quem quer, como quer, quando quer, mas dá, sobretudo, àqueles que, como a cananeia, sabem fazer violência a seu coração com toda a espécie de audácias. Recordo-me da palavra de São João Clímaco: “Deus dá o dom da oração a quem reza”. Com efeito, se o dom é gratuito, supõe o desejo e a espera do homem que se traduz pelos atos. A prece-oração é, ao mesmo tempo, dom e arte”.

V. ACEITAR O DIA DO SENHOR

“Existe uma lei marista que predestina, cedo ou tarde, todos os Maristas de Champagnat a uma intimidade maior com o Senhor: ‘…direi que há uma espécie de lei marista que predestina; quase todos os Irmãos, cedo ou tarde, chegam a este amadurecimento e a esta intimidade com Deus. […]’”.

CAPELA MÃE DA MISERICÓRDICA

A Capela Mãe da Misericórdia é uma obra de arte elaborada pelo artista paranaense especialista em arte sacra, Sergio Ceron. Desde a sua concepção, o trabalho está mergulhado em significados cristológicos e mariológicos.

A imagem central que se apresenta é a da Virgem da Misericórdia, que abre o seu manto para acolher as crianças e jovens, público preferencial de atuação dos Maristas de Champagnat. A Capela está localizada no Memorial Marista, em Curitiba.

SAIBA MAIS
IDENTIDADE MARISTA

A identidade Marista é revelada a partir de um conjunto de características próprias e marcantes, com as quais o Instituto Marista, suas atividades, seus Irmãos, Leigos e Leigas, se reconhecem como semelhantes. A expressão desta identidade se dá por meio de símbolos e elementos inculturadores, como os apresentados abaixo:

SÍMBOLOS

PEDIDO DE ORAÇÃO

A Província Marista Brasil Centro-Sul acolhe o seu pedido de oração. Suas intenções serão citadas em Celebração Eucarística semanal realizada na Capela Mãe da Misericórdia.

FAÇA SEU PEDIDO DE ORAÇÃO